segunda-feira, 2 de julho de 2012

Por falar em parecenças familiares

Ora, eu e a minha mãe somos tão parecidas como a composição química da água e do azeite, por exemplo. Fisicamente, não consigo encontrar semelhanças... Pela cara, não há grande concordância. Não sei o que foi feito dos cromossomas dela, devem ser todos ressessivos... Ela é morena, o meu cabelo é daquele castanho a tender para o loiro. Em relação ao corpo em si, nada a ver... Ela tem mais mamas, eu tenho mais rabo (!!). Depois, na maneira de ser, temos formas bastantes diferentes de ver a vida, o que gera sempre conflitos.


Contudo, um destes dias, ao almoço, a conversa sobre as diferenças entre nós as duas veio à baila, e perguntei a uma das minhas melhores amigas:
- Nós não somos mesmo nada parecidas, pois não?
Ela ficou a pensar e a seguir respondeu-me:
- Depende. São muito parecidas na parte melhor da vossa personalidade. Nos vossos melhores valores...

Isto enterneceu-me. A sério. Por ser a M. a dizê-lo, mas, principalmente, porque considero a minha mãe uma das melhores pessoas que conheço. Discussões e incoerências à parte, a minha mãe é uma pessoa impecável, que eu admiro muito. Pela força que tem tido debaixo daquele ar frágil. Por fazer o que pode e o que não pode pelas pessoas. Enfim... É boa pessoa. Portanto, saber que me acham parecida com ela nessa parte é mesmo muito bom.

3 comentários:

Hermione disse...

e teres consciência disso é muito muito bom. eu amo muito a minha mãe também pela pessoa maravilhosa que é. um exemplo.

Anónimo disse...

Castanho a tender para o loiro? :o

i. disse...

Tem dias.. x)