quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Por falar no 500 Days of Summer... [contém spoilers, mas nada de especial]



No último post, pus uma imagem do 500 Days of Summer e agora apetece-me falar sobre ele.
Já vi este filme duas vezes e acho que o voltava a ver n vezes. A primeira foi numa altura em que estava bastante descrente em relação ao amor. Tinha terminado o meu namoro há pouco tempo e acho que precisava de finais felizes. Em que eles ficavam um com o outro. Os dois protagonistas. Juntos. Para sempre. Fartei-me de chorar... Para variar um bocadinho. Na segunda vez já foi diferente. Continuava descrente no amor, mas vi-o como deve ser encarado. A vida continua, mesmo depois do fim duma relação com um grande amor. Há "amar depois de amar-te". Há esperança no amor. E é a tal história... Depois do Verão, vem sempre sempre sempre o Outono. É assim a ordem natural das coisas.
Portanto, este filme é uma lufada de ar fresco. É um romance, mas fora do normal, fora daquilo a que a Sétima Arte nos habituou. É um ode ao "depois do adeus". E, neste momento, faz-me todo o sentido do mundo.

2 comentários:

м♥ disse...

eu vi uma ou duas vezes e gostei, precisamente por ser diferente do que é esperado para filmes de amor.

Abby Richter disse...

Eu vi-o e não gostei muito precisamente por ser triste... :/