domingo, 25 de novembro de 2012

Depois de uma conversa sobre relações e coisas do género


Ao contrário do que muitas pessoas às vezes me dizem, acho que o amor também precisa de rotinas. Quando uma relação é totalmente imprevisível, cansa pelos esforços não compensados... E há hábitos bons, que sabem ainda melhor ao serem partilhados com a pessoa que mais amamos. Contudo, já concordo quando falamos em monotonia, em vez de rotina. Acho que são termos confundidos, quando se fala destas coisas. Aí, sim... A monotonia, a incapacidade de nos surpreendermos... São factores que podem matar muita coisa, mesmo que haja amor.

3 comentários:

Hermione disse...

monotonia é diferente de rotina. eu adoro as rotinas que tenho com o meu R., ou melhor, tinha. agora temos de criar novas rotinas, mas que eu adoro. e não são naaada monotonas :)

miii disse...

Compreendo o que aqui escreves. É bem verdade! (:

м♥ disse...

eu também concordo que um amor precisa de rotina. desde que não se torne monotona. Mas mesmo assim, se a pessoa está bem com essa monotonia, porque não? Eu cá não sou ninguém para julgar. Para uns funciona, para outros não. Eu gosto muito das nossas rotinas e de saber que há coisas "certas" entre nós.