quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Mas que raio de ideia triste foi esta?

Dona i. vai ser madrinha de casamento, lá para Setembro. E lembrou-se de comprar um vestido azul petróleo com uma aplicação em prateado, que vai buscar amanhã. Ora, até dia 21 de Julho (data em que a menina comprou o vestido), nem sequer lhe passava pela cabeça perder tempo à procura de sapatos, já que possui um daqueles modelos básicos, de cerimónia, pretos - que tencionava levar a todos os casamentos a que fosse até ao fim dos seus dias (excepto o seu, porque enfim... O preto se calhar não dá). Ora, agora quem sabe diz que o preto não pega ali. Que o que diz bem são umas sandalinhas ou uns sapatinhos prateados, a fazer pandam com a aplicação do vestido. E dona i. já está farta de dar voltas - à cabeça e às lojas. É que não quer nada de muito piroso. Também não convém que tenham saltos vertiginosos. O preço também não pode ser pouco convidativo, porque vão ficar ali para um canto. A juntar o facto de ter  um pé comprido e magrinho... Adivinham-se momentos de pânico amanhã, em busca do sapato perfeito por essa Lisboa fora.

4 comentários:

Zaahirah disse...

Av. Almirante reis, sapataria calçado Magalhães. Saida de metro de arroios. Sapatos giros, mto bons e acessíveis.

Ju disse...

Boa sorte (vais precisar)! (:

i. disse...

Obrigada, Zaah! Hei-de ir lá :)

ʝoana disse...

Tarefa difícil...