terça-feira, 14 de agosto de 2012

Lisbon, I miss you


Já estava a dar as últimas em Lisboa, quando o ano lectivo acabou. Estava tão saturada da minha vida por lá, que, mesmo já no fim, tive que improvisar e acabei por vir uns dias até cá abaixo, para espanto da minha família. Estava desmotivada e sem vontade de me arrebitar. Estava, sobretudo, sem vontade de lutar fosse pelo que fosse. Nem a perspectiva de só faltar um exame me dava ânimo. Limitava-me a ir ao sabor do vento, quase... Dei graças a Deus quando chegou ao fim.
Contudo, a ida até terras lisboetas fez-me ver que já tenho saudades daquilo... As correrias para apanhar os transportes públicos. Os lugares onde tenho sido tão feliz. A zona da faculdade. O meu quartinho... Ai, o meu quartinho!! Acolhe-me sempre. Mas, claro, as pessoas são aquilo de que mais sinto falta. Os meus queridos colegas (principalmente, aqueles que considero amigos) e... The last but not the least, meu namorado. Que saudades daqueles caracóis e daqueles olhos verdes. Ai... Vou dar fim ao post, porque se entro por aqui, temos pirosada a noite toda.
Mais umas semaninhas e volto à vidinha. Yeahh!

4 comentários:

Hermione disse...

não são os lugares, são as pessoas...

м♥ disse...

eu concordo que são as pessoas que dão encanto a muitos lugares, mas não posso concordar que os lugares não tenham por si só o seu lado especial. Mais do que lugares ou pessoas, acho que acabamos por ter sempre saudades de momentos. De ter dado um passeio naquele parque com alguém, do gelado que um dia caiu naquela rua quando íamos na palhaçada com aquele amigo, das fotos que já tiramos naquele mesmo banco de jardim, essas coisas. Eu já morro de saudades do meu Porto! :)

ʝoana disse...

Eu adoro Lisboa! :)

Patrícia disse...

Eu tenho o mesmo conflito com a cidade académica que me acolhe, Évora. Chega a Junho e já não aguento olhar sequer para aquela calçada, mas em Setembro chega novamente a vontade de ir beber uns cafézinhos ao centro histórico. Acho que faz parte, depende da fase que se atravessa...